Fragmentos Móveis

O avanço da gripe A ("gripe suína") no Brasil quinta-feira, 18 junho, 2009

Filed under: Gripe Suína,Informação,Saúde Pública — fragmentosmoveis @ 1:44 am

Na falta de poder consultar uma fonte que consolidasse a evolução da gripe A H1N1 – que boa parte da mídia continua a chamar de gripe suína, apesar da nova denominação adotada pela OMS (Organização Mundial da Saúde) – resolvi fazer eu mesma uma compilação de dados.
Consultando os principais portais de internet e vendo a inconstância e inconsistência de informações, fui também à fonte oficial dos informes do Ministério da Saúde.

O quadro atual no Brasil é o seguinte:



29/Abr 08/Mai 21/Mai 28/Mai 05/Jun 09/Jun 11/Jun 12/Jun 13/Jun 14/Jun 15/Jun 16/Jun 17/Jun
SP 0 2 3 6 13 17 20 20 23 23 27 27 34
SC 0 0 1 2 5 6 10 10 10 17 17 19 24
MG 0 1 1 1 1 1 4 5 5 9 9 11 14
RJ 0 1 3 4 7 9 10 10 10 10 10 11 13
TO 0 0 0 0 2 3 4 4 4 4 4 4 4
DF 0 0 0 0 0 1 1 1 2 2 3 3 3
MT 0 0 0 0 2 2 2 2 2 2 2 2 2
BA 0 0 0 0 0 0 0 1 1 1 1 1 1
RS 0 0 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1
TOTAL 0 4 9 14 31 40 52 54 58 69 74 79 96














MORTES 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
SUSPEITOS 36 30 14 20 42 49 55 70 73 68 79 96 80
DESCARTADOS 0 113 288 322 405 425 446 454 462 466 480 490 510

HISTÓRICO

A atual pandemia é a primeira em 41 anos. Segundo a Folha Online, de 11/06/09:

No século 20, ocorreram três pandemias no mundo. A primeira surgiu em 1918, e ficou conhecida como gripe espanhola. Ela é apontada como a mais devastadora de todos os tempos. Historiadores estimam que o vírus matou entre 20 milhões e 100 milhões de pessoas em diversos países do mundo. Também conhecida como peste pneumônica, a doença teve o primeiro caso foi confirmado em março daquele ano nos Estados Unidos. No mês seguinte, tropas francesas, britânicas e americanas localizadas na França desenvolveram sintomas do problema. Em maio, o vírus havia avançado para Grécia, Espanha e Portugal. Em agosto, a população da Suécia e dos Países Baixos foi afetada. A gripe espanhola também chegou ao Oriente, a países como a China e a Índia.
Em 1957, surgiu a gripe conhecida como asiática. As primeiras vítimas do vírus H2N2 foram confirmadas na China. Em apenas dois meses, a doença havia se espalhado para todo o Oriente, seguindo depois para África, Europa e América. Em dez meses, todas as regiões do planeta registravam casos da doença. O nível de pandemia foi atingido rapidamente por causa, entre outros fatores, da rapidez das viagens internacionais. Segundo a OMS, essa gripe, que pode ter contaminado até 80% da população mundial, fez 2 milhões de vítimas.
A última pandemia do século 20 ficou conhecida como Gripe de Hong Kong, porque surgiu no país asiático no ano de 1968, causada por uma nova variação do vírus Influenza A. Embora a gripe tenha demorado para atingir outras regiões do planeta, aproximadamente meio milhão de pessoas morreu. O número é bem menor do que a pandemia anterior, graças ao rápido isolamento das vítimas e à evolução dos antibióticos. A pandemia de gripe suína é a primeira do século 21. No entanto, nesta década, algumas doenças assustaram o mundo, mas não passaram do nível de alerta. Entre elas estão a Sras (síndrome respiratória aguda grave), em 2003, e a gripe aviária (H5N1), cujo surto ocorreu em 2005.

CRONOLOGIA

  • 29/04 – OMS elevou o nível de alerta de pandemia de gripe de 4 para 5
  • 30/04 – OMS rebatiza a gripe suína para “gripe A (H1N1)”
  • 06/05 – México (822 /29 mortos); EUA (403 casos / 1 morto); Canadá (165 casos / 0 mortos)
  • 18/05 – Vírus da nova gripe no Brasil é similar geneticamente ao que circula no exterior
  • 05/06 – México (5563 /103 mortos); Canadá (1795 casos / 3 mortos); EUA (1105 casos / 17 mortos);
  • 11/06 – OMS decide elevar do nível 5 para 6, o máximo na escala de alerta de pandemias. O termo tem relação apenas com a ampla distribuição geográfica do vírus, e não com a sua periculosidade.
  • 12/06 – Novartis anuncia a primeira vacina contra a gripe suína. A OMS registra que ao menos 29.669 pessoas, de 74 países, já contraíram gripe suína.
  • 16/06 – EUA (17.855 casos / 45 mortos); México (6.241 /108 mortos); Canadá (2978 casos / 4 mortos); Chile (1694 casos / 2 mortos)
  • 16/06 – OMS divulga balanço de 35.928 casos e 163 mortes, tendo atingido 82 países. O Instituto Adolfo Lutz, de SP, anunciou detecção de mutação do vírus em São Paulo após isolamento e sequenciamento.
  • 17/06 – O laboratório farmacêutico francês Sanofi Aventis anunciou nesta quarta-feira que irá doar 100 milhões de doses da vacina contra a gripe suína. A Novartis (suíça) disse que não vai distribuir a vacina gratuitamente aos países mais pobres. A OMS apela para a “solidariedade” da indústria farmacêutica. Total de 39.017 casos e 172 mortes no mundo.

NOTA:
A letalidade em casos confirmados laboratorialmente é de: no mundo 0,44%, Colômbia 2,22%, México 1,70%, Guatemala 0,84%, República Dominicana 1,07%, Costa Rica 0,67%, Estados Unidos 0,25%, Canadá 0,20%, Argentina 0,54%, Chile 0,09% e Reino Unido (Escócia) 0,07%.

Leia mais:
Influenza A (H1N1): Perguntas e Respostas no site do Ministério da Saúde
Recomendações do Ministério aos viajantes que se destinam aos países afetados
Recomendações do Ministério aos viajantes procedentes de países afetados

Plano de Contigência Brasileiro para uma possível Pandemia

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s