Fragmentos Móveis

Piauí divulga rotas turísticas em São Paulo quinta-feira, 28 maio, 2009

Filed under: Cultura,Viagens — fragmentosmoveis @ 6:52 pm
Tags: , ,
Do iG Turismo – 27/05/09

Quinta edição do evento Piauí Sampa começa no dia 1º de junho, na capital paulista.

Piauí tem roteiro histórico e emocionante
Delta do Parnaíba, uma raridade das Américas no Nordeste

A quinta edição do Piauí Sampa – A Terra do Sol na Terra da Garoa -será realizada de 1º a 7 de junho, no Átrio Pinheiros do Shopping Eldorado, na capital paulista.

O evento traz, mais uma vez, uma série de novidades sobre o Piauí para São Paulo. Este ano, o evento mostra as manifestações culturais do Nordeste como o Cavalo Piancó, o Pagode de Amarante, o Reizado, além de maxixes, cocos, carimbós, sambas de roda, calangos, baralhos, leseiras e lundus. O multi-instrumentista e compositor piauiense Emerson Boy também fará apresentações.

Promovido pelo Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), o evento é uma boa forma de conhecer o Piauí sem sair de São Paulo – e ficar com vontade de colocar os pés no Estado, em busca de suas belezas e tradições.

A mostra terá 17 estandes, sendo 13 para comercialização de artesanato e degustação de mel, castanha e caju e outros quatro apresentando peças customizadas da moda piauiense. A arte santeira piauiense é conhecida em todo o mundo. Em São Paulo, o público poderá ver trabalhos desenvolvidos por associações, cooperativas e grupos de produção assistidos pelo Sebrae nos municípios de Parnaíba, Luis Correia, Ilha Grande de Santa Isabel, Teresina, Pedro II, Campo Maior, Floriano, São Raimundo Nonato, União e José de Freitas.

Cestaria e Trançado, Renda de Bilro, Bordados, Cerâmica, Arte Santeira em madeira, Tecelagem, Artesanato em Opala, Couro e Biojóias poderão ser adquiridos pelos visitantes a preços muito convidativos.

Haverá, ainda, um café gastronômico, onde as pessoas poderão comprar o mais puro mel do Brasil, castanha, cajuína, além de provar doces e quitutes da culinária piauiense.

Anúncios
 

Quer jantar no céu? sexta-feira, 23 janeiro, 2009

Filed under: Viagens — fragmentosmoveis @ 7:37 pm
Tags: ,

Esta também não é uma brincadeira.
Não é mais preciso morrer para jantar no céu.
Basta ir ao Chile e ter coragem de subir 50m acima da areia de uma praia e jantar numa mesa sustentada por um guindaste.
O guindaste deve ser gigante.

Vamos jantar? Sim, meu bem, às 20h em Viña del Mar.


Ver mais fotos no site Globo.com. A foto é da agência Reuters.

 

Estivemos na Livraria Realejo domingo, 10 junho, 2007

Filed under: Amigos,Brincando no Parquinho,Literatura,Viagens — fragmentosmoveis @ 11:41 pm
Tags: , ,

O dia estava bonito em Santos. No meio do feriado de Corpus Christi resolvemos fazer uma surpresa para Yara e a família seguiu como cronópios sem lugar reservado para dormir.
Próximo à Praça da Independência, na região central ds cidade, a Livraria Realejo atrai público certo com seus agradáveis happy hours com música e café expresso bem tirado.
Nessa sexta-feira, chorinho.
Depois, um bate-papo bem intimista no mezzanino com Yara Camillo, apresentando “Volições” para os santistas.
O público, já embalado pela música, envolveu-se com as leituras dos contos de Yara. Tudo conspirou para um evento agradável, com um bate-papo intermediado por Alfredo, professor de literatura e colunista de A Tribuna de Santos.

 

O percurso dos escritores em MG quinta-feira, 31 maio, 2007

Filed under: Brincando no Parquinho,Literatura,Overmundo,Viagens — fragmentosmoveis @ 2:20 pm
Tags: , ,

Que tal passear por Belo Horizonte, reconstituindo o trajeto dos escritores?
É o que nos possibilita Sergio Rosa e Marcus Assunção, na série Percurso dos Escritores, disponível no Guia do Overmundo.

Para começar, vamos até o Parque Memorial Américo Renné Gianneti: “É o cenário da esplêndida cena inicial do romance “O amanuense Belmiro”, de Cyro dos Anjos. Ademais, o parque abrigou as aulas de pintura do mestre Guignard, chamado em 1942 por JK para conduzir um curso de pintura e desenho livre na cidade, que revelou inúmeros talentos.

Ao passar pelo Viaduto Santa Tereza, ficamos sabendo que: “Ao voltar das reuniões no Café Estrela na Rua da Bahia a caminho de casa, Carlos Drummond de Andrade inaugurou os trabalhos, trepando sobre os arcos do viaduto pela primeira vez. Anos depois, outros poetas foram tentados e tentariam a escalada, como os Quatro Cavaleiros do Apocalipse.”

Terminamos a noite na Rua Guaicurus, que “no início do século passado, a Rua Guaicurus era o centro da zona boêmia de Belo Horizonte.” Naquela época, “a noite avançada trazia os modernistas dos altos da Rua da Bahia para o caminho de prazeres, que Dantas Mota fixou como “País dos Guaicurus”, na inacreditável multiplicidade de suas moças.”

Para acompanhar mais posts sobre percursos depois.

 

Uma noite na Casa das Rosas com Yara sexta-feira, 23 março, 2007

Muitas vezes a gente lê tanto sobre as pessoas, vê os eventos na Agenda Cultural, lê na imprensa sobre livros e escritores, mas nem sempre sabemos quem é quem. Cada noite de autógrafos é diferente, cada vernissage é diferente… apesar de terem bastante em comum, pois as pessoas e emoções são diversas. Não que um evento ou pessoas sejam mais importantes (afora a relevância conquistada para a opinião pública) do que outros.
Este foi o evento de Yara Camillo. No meio literário se diz que é um dos novos talentos, despontando na maturidade. Mas para se crer, quando se trata de escritor, é preciso mesmo ler.

Casa das Rosas, na Avenida Paulista, noite chuvosa de sábado, 17º dia de março de 2007. A música de Edson Tobinaga e Wilson Neves ocupou vários momentos e vários instrumentos.
O mesmo Wilson, polivalente, é o ilustrador do segundo livro de Yara, chamado “Volições”, lançado pelo importante editor Massao Ohno.

De longe vieram outros escritores, como Lima Trindade, da Bahia, e amigos artistas de Londrina, Santos, Novo Horizonte.

Evento de Yara é assim: ela põe todo mundo para participar, como nos tempos de direção teatral. Assim, teve Gabriela Kimura e Marcelino Freire, talentos que já estão brilhando no mundo da literatura, lendo contos seus.
Por fim, Yara fez a leitura do conto “Dona Menina”, um primor que já nasceu como clássico. Leia, enfim, um pouco de Yara Camillo:

DONA MENINA

Enquanto ele não vem, Meu Deus, eu vou por aqui tenteando, armengando um que outro namorico, só assim para ir mascando um pouco esse vazio que chega a doer no meio das pernas do mês, quando encontro nos dias da fertilidade de terra roxa, roxa terra morena-morená. Entra ano, vai des-ano, ninguém me vem aqui plantar, de modo que acabo aceitando uma que outra semente que o vento toca ou o passarinho solta, só para não ficar assim, sem função. Falando sem zás-trás, eu aceito um convite no depois do baile, um perfume e um abraço roliço, chamegos… No mais das vezes de gente de fora, que a gente aqui de dentro chamamos por nome de Branquelo, Gringo, Biribando… Dependendo do ar de cada um.

[ Trecho do conto “Dona Menina”]

Veja o vídeo no post anterior, feito por Ricardo Ohno.

Abaixo a lista (atualizada) de livrarias onde o livro pode ser comprado:

LIVRARIA CULTURA

Av. Paulista, 2073 e Shopping Villa-Lobos

3170-4033


LIVRARIA CORTEZ

Rua Bartira, 317 – Perdizes

3873-7111


LIMA BARRETO / RESERVA CULTURAL

Av. Paulista, 900 – Térreo Baixo – Bela Vista

3287-7858


LIVRARIA DA VILA (Vila, Lorena e Casa do Saber)

Rua Fradique Coutinho, 915 – Vila Madalena

3814-5811


COMPANHIA DE LEITURA

Av. Dr. Vieira de Carvalho, 160 – Vila Buarque

3361-6151


RATO DE LIVRARIA

Rua do Paraíso, 790 – Aclimação

3266-4476


LIVRARIA DA ESQUINA

Rua Caetés, 489 – Esquina Rua Caiubí

3873-9331


MERCEARIA SÃO PEDRO

Rua Rodésia, Vila Madalena


SÃO JOSÉ DO RIO PRETO – SP

Rua Marechal Deodoro, 3131 – Apto. 64 – 6º and.

Em MINAS GERAIS:

POÇOS DE CALDAS – MG

Libertas Livraria

Rua Rio de Janeiro, 389 – Centro

(35) 3722-6006


Ou pelo site www.literaturaonline.com.br