Fragmentos Móveis

Veja o mapa da Virada Cultural 2010 sexta-feira, 14 maio, 2010

Filed under: Arte,Arte de Rua,Cultura,Eventos,Música,Virada Cultural — fragmentosmoveis @ 1:41 pm

A maratona começa às 18h de sábado (15/5/10), ao som dos cubanos Barbarito Torres e Ignacio Mazacote, do grupo Buena Vista Social Club, e segue pela noite, madrugada,manhã e tarde, sem parar, até às 18h de domingo.

Praça Júlio Prestes
Av. Duque de Caxias, próximo à Sala São Paul
18h: Barbarito Torres e Ignacio Mazacote (Cuba)
21h: Zélia Duncan
00h: Céu
03h: Living Colour (EUA)
06h: Instituto + Z’África Brasil
09h: Palavra Cantada
12h: Toquinho
15h: ABBA – the Show (Suécia – Inglaterra)
18h: Cantoria – Elomar, Xangai, Vital Farias e Geraldo Azevedo
Além da abertura com os músicos cubanos, o principal palco da Virada traz duas cantoras, uma com maior apelo popular (Zélia Duncan) e outra com carreira ascendente no exterior (Céu). Velho conhecido do público brasileiro, a banda norte-americana Living Colour deve reunir fãs fiéis na madrugada ao som de seu último álbum, The Chair in the Doorway (2009), assim como o Instituto acompanhado do Z’África Brasil, únicos expoentes da música negra na programação. À tarde, é a vez de uma homenagem ao grupo ABBA, mas não se engane com a propaganda de que a formação tem “dois membros originais”: são apenas músicos de estúdio do quarteto. A Virada se despede com a rara chance de ver Geraldo Azevedo, Elomar, Xangai e Vital Farias recriarem o aclamado álbum Cantoria, de 1984.

Praça da República
Próximo à av. Ipiranga, virado para a Rua do Arouche
19h: Paulo Vanzolini
21h: Nelson Sargento
23h: Baile do Simonal – Simoninha e Max de Castro
01h: Jair Rodrigues
03h: Elza Soares e Sandália de Prata
05h: Orlandivo e Clube do Balanço
07h: Terreirão do Sobral
09h: Almir Guineto
11h: Reinaldo, o Príncipe do Pagode
13h: Leandro Sapucahy
15h: Arlindo Cruz
17h: Germano Mathias e Dicró
Dedicado ao samba, começa com veteranos e expoentes do gênero, arranjando espaço para um tributo à bossa de Wilson Simonal, levado a cabo pelos filhos Simoninha e Max de Castro. O domingo traz o samba contemporâneo de Arlindo Cruz e Leandro Sapucahy, e dá adeus com as composições bem-humoradas de Germano Mathias, ao lado de Dicró.

Bulevar São João
No Vale do Anhangabaú
19h: Hermeto Pascoal
21h: Airto Moreira
23h: Booker T (EUA)
01h: The Temptations – Feat. Glenn Leonard (EUA)
03h: Orquestra Popular de Frevo do Recife
05h: Edy Star – Sociedade da Grã-Ordem Kavernista apresenta Sessão das Dez
07h: Nei Lisboa
09h: Nito Mestre (Sui Generis – Argentina)
11h: Tatit, Wisnik e Nestrovski
13h: Grupo Medusa
15h: Flora Purim
17h: Letieres Leite e Orkestra Rumpilezz
Descrito como um espaço para “virtuosos”, começa com dois mestres da música instrumental: Hermeto Pascoal e Airto Moreira, do mesmo nicho de jazz que a cantora Flora Purim, na tarde de domingo, integra. Nas atrações internacionais, estão Booker T, lenda da soul music norte-americana; a nova encarnação do Temptations, um dos grupos vocais masculinos mais famosos dos EUA; e o argentino Nito Mestre, parceiro de Charly García no duo Sui Generis. O cantor gaúcho Nei Lisboa destoa do resto da escalação, mas deve atrair um punhado de fãs com chimarrão no início da manhã.

Vieira de Carvalho
Largo do Arouche, virado para a Av. Vieira de Carvalho
19h: Arrigo Barnabé – Caixa de Ódio: o Universo de Lupicínio Rodrigues
21h: André Abujamra – Desengonçalves, Canções de Nelson Gonçalves
23h: Frank Elvis & los Sinatras – Bailinho
01h: Sidney Magal
03h: Luis Caldas
05h: Double You
07h: Brothers of Brazil
09h: Waldirene
11h: Jerry Adriani
13h: Angelo Maximo
15h: Vanusa
17h: Wanderléa
Une desde homenagens a Nelson Gonçalves e Lupicínio Rodrigues, em seu centenário, até alguns nomes da Jovem Guarda, como Waldirene e Wanderléa. Na madrugada, festa com Sidney Magal e Luís Caldas. Culpe a diversidade, mas também entram na jogada Vanusa, Jerry Adriani, o poperô de Double You e os irmãos Suplicy, na pele do Brothers of Brazil.

Avenida São João
Av. São João, próximo a Rua General Osório, virado para a Av. Ipiranga
20h: Grand Mothers – Re:invented
22h: Big Brother & the Holding Co.
00h: Patrulha do Espaço
01h30: L.A. Guns
03h30: Velhas Virgens – Tributo a Adoniran Barbosa
05h30: Krisium
07h30: Imbyra
09h30: Pitty
11h30: CPM 22 – Só Ramones
13h30: Raimundos
15h30: Pequeno Cidadão
17h30: Titãs
Se o palco rock tem espaço para aberrações como a homenagem do CPM 22 ao Ramones e o Raimundos séculos 21, também trouxe atrações internacionais. As principais delas são a banda de Frank Zappa, Mothers of Invention – rebatizada de Grand Mothers – e a Big Brother & the Holding Co, que alçou Janis Joplin à fama. O L.A. Guns foi o grupo de Axl Rose e é recomendado apenas para fãs hardcore do Guns N’ Roses. No meio de tudo isso, um alento: o Pequeno Cidadão, projeto infantil de Arnaldo Antunes, Edgard Scandurra e outros colaboradores.

Casper Líbero
Dois palcos, próximos às ruas Washington Luís e Mauá
19h: Juliana Kehl
20h40: Detetives
22h20: Tulipa Ruiz
00h: Dudu Tsuda
01h40: Cacau Brasil
03h20: Comma
05h: Naná Rizzini
06h40: Banda Dc
08h20: Rodrigo Campos
10h: Sambô
11h40: Rubra Pop Show
13h20: Karina Buhr
15h: Sweet Flavour Band
16h40: Mallu Magalhães
18h10: Musica do Mato (MT)
19h50: Caldo de Piaba (AC)
21h30: Black Drawing Chalks (GO)
23h10: Camarones Orquestra Guitarrística (RN)
00h50: Galinha Preta (DF)
02h30: Plastique Noir (CE)
04h10: Baba de Mumm-Rá (TO)
05h50: Vendo 147 (BA)
07h30: Hey Hey Hey (RO)
09h10: 4Instrumental (MG)
10h50: Aeromoças e Tenistas Russas (SP)
12h30: Nervoso e os Calmantes (RJ)
14h10: Terra Celta (PR)
15h50: Rinoceronte (RS)
17h30: Cabruêra (PB)
Com curadoria da Abrafin (Associação Brasileira de Festivais Independentes), traz desde nomes interessantes da cena indie (Black Drawing Chalks, Nervoso e os Calmantes, Tulipa Ruiz, Karina Buhr) a novidades da música nacional. A “veterana” Mallu Magalhães, na tarde de domiungo, parece perdida em um espaço dedicado aos, digamos, esquecidos da grande mídia.

Alameda Barão de Limeira
Próximo à Duque de Caxias
19h: Orquestra Brasileira de Música Jamaicana
21h: Pablo Moses (Jamaica)
23h: Cidade Negra e Ras Bernardo – Lute para Viver (1991)
01h: Fully Fullwood (Jamaica)
03h: Planta e Raiz
05h: Tribo de Jah
07h: Djambi
09h: Pedra Rara
11h: Leões de Israel
13h: Mano Bantu
15h: Clinton Fearon (Jamaica)
17h: Big Youth (Jamaica)
Inaugura um espaço específico para o reggae. Destaque para nomes atuais do Brasil e abra espaço para os jamaicanos – no caso, Pablo Moses e os grupos Fully Fullwood e Big Youth.

Estação da Luz
Espaço das orquestras
18h: Jazz Sinfônica
22h: Orquestra Sinfônica Municipal e Coral Lírico – “Carmina Burana”
00h: Orquestra Experimental de Repertório – “Porgy & Bess”
04h: Quinteto Conclave
07h: Banda Jazz Sinfônica de Diadema
10h: Banda Sinfônica do Estado
13h: Danilo Brito, Mike Marshall e Catherina Lichtenberg – Encontro de Bandolins
16h: Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo – Osesp
17h: Tchaicovsky Pas de Deux – São Paulo Cia de Dança e Osesp

Estação da Luz
Palco da dança
19h30: Raça Cia de Dança de São Paulo
21h: Diários de Viagem – Omstrab
23h30: Gnawa – São Paulo Cia de Dança
01h10: Baseado em Fatos Reais – Ângelo Madureira e Ana Catarina Vieira Cia de Dança
02h20: Diálogo – Jean Abreu e Guga Stroeter
03h: Embodied Voodoo Game – Cena 11 Cia. de Dança
05h00: “She´s Lost Control” – Cia. Vitrola Quântica
06h15: Corpo de Passagem – Grua
08h30: Corpo de Baile Jovem da Escola Municipal de Bailado
09h: Yin – Stacattospciadança
11h30: Balé Popular do Recife e Antúlio Madureira
14h30: Kathak Teen Taal – Kanchan Maradan
15h15: Danses Concertantes, Sabiá e Forrolins – Cisne Negro
17h10: Kathak Dhamaar – Kanchan Maradan
18h: Canela Fina – Balé da Cidade de São Paulo

Melhores Pastéis de Feira da Cidade: as dez melhores barracas de pastel de feira dos bairros de São Paulo, eleitas recentemente, estarão distribuídas pelo Centro, acompanhadas por barracas de garapa e de frutas. Espaços cadastrados pela organização vão comercializar bebidas e alimentos ao preço mais baixo possível: esse foi o critério de seleção.
Galeria Prestes Maia: será o lugar de uma programação “alternativa”, com enfoque na cultura da tatuagem, da suspensão (aquela em pessoas ficam penduradas com ganchos presos ao corpo) e de DJs com estilos diversos, de rock, pop, passando pelo country e até death metal.
Marchinhas de São Luiz do Paraitinga: montado no Largo da Misericórdia, próximo à Sé, o palco vai simular ao longo de 24 horas o carnaval da cidade do interior paulistano, atingida por enchentes no início deste ano.
Dimensão Nerd: na Praça Roosevelt, servirá de chegada para desfiles de fãs de Guerra e Jornada nas Estrelas e adeptos do Cosplay, fantasias de personagens fantásticos variados. Haverá ainda exposições, stands temáticos, mesas para RPGs e jogos de tabuleiro, discotegem correlata e espaço para editoras de quadrinhos.
Cinemas na Virada: a programação expande o projeto bem sucedido do ano passado e recupera o glamour dos cinemas históricos do Centro, hoje dedicados a produções pornô, com ciclos específicos. O Cine Windsor (Ipiranga, 174) exibirá filmes de zumbi; o Cine Dom José (Dom José, 306), filmes de lobisomem; e o Cine Arouche (Largo do Arouche, 426), musicais clássicos de Hollywood. A Cinemateca Brasileira coloca em suas duas salas uma belíssima programação dedicada à música, o HSBC Belas Artes privilegia o dito cinema gastronômico e Cine Olido, na Galeria Olido, sedia uma retrospectiva da Mostra Internacional de São Paulo.
Centro Cultural Banco do Brasil: além de abrir suas portas ao longo da noite, o CCBB promove uma sessão gratuita do espetáculo “Simplesmente Eu, Clarice Lispector”, monólogo de Beth Goulart, às 22h. Entrada franca, mediante retirada de senha uma hora antes do início.
Unidades do Sesc: programação bastante variada. O Sesc Consolação reúne, a partir das 18h, covers de Amy Winehouse, Bee Gees, Michael Jackson e Madonna, entre outros. No Sesc Pompeia, a Orquestra Imperial comanda quatro horas de festa, entre as 20h e 2h, com ingressos de R$ 3 a R$ 12. Amantes do teatro tem uma boa oportunidade de assistir ao último espetáculo do Grupo Galpão, “Till, a Saga de Um Herói Torto”, à 0h30, no Sesc Santana. Na mesma unidade, dois shows interessantes: Arnaldo Antunes, às 23h, e Movéis Coloniais de Acaju, às 3h30.
Casa das Rosas: três atrações musicais que valem seu tempo. Às 15h de sábado, Lanny Gordin, o guitarrista da Tropicália, se apresenta com sua banda. Às 19h, Sérgio Ricardo, que acaba de ganhar uma biografia, toca ao lado de Filó Machado. Na sequência, às 21h, Tetê Espíndola faz um apanhado de sua carreira.
Memorial da América Latina: a Orquestra Jovem Tom Jobim toca ao lado de Mônica Salmaso e o grupo Pau Brasil às 21h, no qual a cantora apresenta as canções de Chico Buarque que deram origem a seu último álbum, “Noites de Gala, Samba na Rua”.

– Confira dicas de hospedagem, restaurantes, pacotes temáticos e passeios

– Consulte a programação completa da Virada Cultural 2010 no site oficial

 Veja o mapa da Virada Cultural no site Globo.com.

 

Anúncios
 

Kikodinucci sexta-feira, 5 fevereiro, 2010

Filed under: Arte,Eventos,Música — fragmentosmoveis @ 11:58 am
Item Thumbnail
 

Parlapatões reúne artistas por Bortolotto sexta-feira, 11 dezembro, 2009

Filed under: Amigos,Arte,Cultura,Eventos,Ilustrações — fragmentosmoveis @ 5:31 pm

11/12/200916h30

da Folha Online

Em uma resposta ao incidente que envolveu o dramaturgo Bortolotto, o Espaço Parlapatões, na praça Roosevelt, vai oferecer ao público uma série de atividades, cuja renda será destinada à família da vítima. A partir das 20h desta sexta, o local oferecerá um leilão de obras de diversos artistas plásticos e ilustradores e as apresentações de “O Papa e a Bruxa” (dos Parlapatões) e de “Brutal” (de Bortolotto).

Veja vídeo com entrevista com Hugo Possolo sobre o evento.

 

>O Teatro Resiste! segunda-feira, 7 dezembro, 2009

Filed under: Arte,Cultura,Eventos,Violência — fragmentosmoveis @ 9:48 am

>Reproduzo a Nota, ainda que tardiamente, mais pelo manifesto que se faz necessário, contra a violência e a insegurança dos cidadãos, e sempre a favor da liberdade e da arte.

O Teatro Resiste!

Bortolotto Viverá!

O espaço público é do cidadão.

O Teatro não vai se intimidar com a violência, muito menos se submeter aos bandidos, aos que querem a escuridão nas ruas, aos querem que o povo fique em casa, acuado.

Mário Bortolotto é um símbolo de nossa Praça Roosevelt. Seu estado de saúde é grave, mas está resistindo e viverá

Vamos nos reunir no Espaço Parlapatões, hoje, dia 06/12 (domingo), às 21h, para mostrar o quanto queremos que nosso amigo se recupere completamente.

Nosso amigo Carcarah, também atingido, passa bem e está com a gente em pensamento pela recuperação do Bortolotto

Não apresentaremos a peça O Papa e a Bruxa, para que todo nosso elenco, artistas, produtores, técnicos e funcionários do teatro possam participar desse ato.

Chamamos os amigos, artistas, público, freqüentadores da praça, vizinhos, jornalistas e todos os que se dispõe a enfrentar a violência para vir a este encontro.

Vamos ler trechos de suas peças, seus poemas e vamos most rar que o nosso palco não está a serviço das tragédias reais, mas que faz dramas, comédias e tragédias para dar fôlego à sociedade para enfrentar suas mazelas.

Compareça! O Teatro resistirá mais uma vez.

Bortolotto viverá e escreverá muito mais de nossa história!

A praça é do povo, da cultura, da comunhão, da arte e da paz!

Espaço Parlapatões
Praça Franklin Roosevelt, 158
Tel.: (11) 3258 4449

 

O Teatro Resiste!

Filed under: Amigos,Arte,Brincando no Parquinho,Cultura,Eventos,Teatro — fragmentosmoveis @ 9:45 am

Reproduzo a Nota, ainda que tardiamente, mais pelo manifesto que se faz necessário, contra a violência e a insegurança dos cidadãos, e sempre a favor da liberdade e da arte.

O Teatro Resiste!

Bortolotto Viverá!

O espaço público é do cidadão.

O Teatro não vai se intimidar com a violência, muito menos se submeter aos bandidos, aos que querem a escuridão nas ruas, aos querem que o povo fique em casa, acuado.

Mário Bortolotto é um símbolo de nossa Praça Roosevelt. Seu estado de saúde é grave, mas está resistindo e viverá

Vamos nos reunir no Espaço Parlapatões, hoje, dia 06/12 (domingo), às 21h, para mostrar o quanto queremos que nosso amigo se recupere completamente.

Nosso amigo Carcarah, também atingido, passa bem e está com a gente em pensamento pela recuperação do Bortolotto

Não apresentaremos a peça O Papa e a Bruxa, para que todo nosso elenco, artistas, produtores, técnicos e funcionários do teatro possam participar desse ato.

Chamamos os amigos, artistas, público, freqüentadores da praça, vizinhos, jornalistas e todos os que se dispõe a enfrentar a violência para vir a este encontro.

Vamos ler trechos de suas peças, seus poemas e vamos most rar que o nosso palco não está a serviço das tragédias reais, mas que faz dramas, comédias e tragédias para dar fôlego à sociedade para enfrentar suas mazelas.

Compareça! O Teatro resistirá mais uma vez.

Bortolotto viverá e escreverá muito mais de nossa história!

A praça é do povo, da cultura, da comunhão, da arte e da paz!

Espaço Parlapatões
Praça Franklin Roosevelt, 158
Tel.: (11) 3258 4449

 

Escultura da personagem Mafalda é inaugurada em Buenos Aires segunda-feira, 31 agosto, 2009

Filed under: Arte,Brincando no Parquinho,Buenos Aires,Quadrinhos — fragmentosmoveis @ 1:04 pm

De Globo.com, em 31/08/09

Peça é uma homenagem ao quadrinista Quino, o criador da garotinha.
Obra foi instalada no bairro de San Telmo, no último domingo (30).

Uma estátua da personagem Mafalda, a mais famosa criação do quadrinista Joaquín Salvador Lavado, o Quino, foi inaugurada neste domingo (30), no bairro de San Telmo, em Buenos Aires. A peça, que tem o tamanho de uma criança de 8 anos, foi desenvolvida pelo escultor Pablo Irrgang. (Foto: AFP)

Quino posa ao lado da estátua de Mafalda. A escultura foi instalada em frente ao prédio em San Telmo, onde o quadrinista morou durante muitos anos. (Foto: AFP)

 

Jovens artistas espanhóis expõem no CCJ segunda-feira, 6 julho, 2009

Filed under: Arte,Eventos,Exposições — fragmentosmoveis @ 7:05 pm

Entre 7 e 27 deste mês, o trabalho de 16 quadrinistas e ilustradores espanhóis será exibido no CCJ Ruth Cardoso

Criado há 10 anos na Espanha, o Prêmio Injuve para la Creación Joven é uma iniciativa do Instituto de la Juventud (Injuve), em parceria com a Agência Espanhola de Cooperação Internacional para o Desenvolvimento (Aecid), que promove a itinerância das criações de jovens artistas espanhóis.

A premiação anual dá origem ao evento Creación Injuve que, no campo das artes plásticas, promove a exposição Cómic e Ilustración Injuve 2008, que reúne quadrinhos, ilustrações e desenhos.

Trabalhos de 16 desenhistas de quadrinhos e ilustrações, selecionados no ano passado a partir de mais de 200 inscritos, podem ser conhecidos pelo público brasileiro, entre os dias 7 e 27, no Centro Cultural da Juventude Ruth Cardoso (CCJ). Entre eles está a criação da ilustradora Raquel Aparicio, de 26 anos, que revela estar curiosa pela reação provocada por sua obra. “Sempre quis visitar o Brasil. Espero que o público goste dos meus trabalhos, pois conheço muitos ilustradores desse país com altíssimo nível e que oferecem uma visão diferente e revigorante.”



O objetivo da exposição é trazer as últimas tendências, representadas por 54 ilustrações e 13 quadrinhos. Essa mostra coletiva foi inaugurada em Madri, no Círculo de Bellas Artes, em dezembro do ano passado. Desde então, as obras já percorreram cidades espanholas como León, Barcelona e Zamora, e seguiram para a América Latina, iniciando o circuito pelo Paraguai, em maio. Depois do Brasil, os trabalhos devem chegar à capital do Peru, Lima.

A chefe de serviços da área de iniciativa do Injuve, Mónica Vergés, destaca a qualidade das ilustrações. Ela aponta que a modalidade não recebe ainda a atenção merecida, mas que iniciativas públicas e privadas passaram a investir no segmento por meio da promoção de feiras e concursos.

Ana Tomé, diretora do Centro Cultural da Espanha em São Paulo, destaca o caráter simbólico de o CCJ acolher essa mostra. “São trabalhos de jovens artistas em exposição para um público também jovem, que pode ser inspirado pela arte”, conclui.

Serviço: Centro Cultural da Juventude Ruth Cardoso – foyer do anfiteatro. Av. Deputado Emílio Carlos, 3.641. Zona Norte. De 7 a 27, das 10h às 20h. Grátis